5 de janeiro de 2010

True Blood

Definitivamente, os vampiros estão na moda. Em Espanha começou ontem a dar a segunda série de True Blood na televisão, em Portugal a RTP estreia hoje a primeira pela noite dentro.

Dizia o El País: "True blood es otra muestra del poderío creativo de la mejor televisión trabajando a plena potencia. Basta revisar el material original: los libros de Charlaine Harris [Southern Vampires no original] son pobrísimos, unidimensionales, descaradamente adolescentes. Por el contrario, la versión de HBO tiene personajes carnosos, densidad argumental y múltiples lecturas. Ovación para Alan Ball, [argumentista] también responsable de A dos metros bajo tierra [Sete Palmos Debaixo de Terra] y de American beauty."

Parece a saga Twilight, de Stephenie Meyer: pobre literatura, mais apetecível no ecrã.

6 comentários:

Ângela disse...

Pois... Vampiros, sangue, terror e gritaria não é a minha onda. No entanto, estou muito curiosa para ver esta "maravilha" televisiva. Dado que Sangue Fresco será emitido à hora em que os vampiros andam à solta, vou gravar a série para a tentar ver numa qualquer tarde de muita luz ;)

catarina disse...

o true blood é muito fixe... mesmo mesmo muito fixe :)))

catarina disse...

mas nunca li os livros, só vi as séries...

Henrique Marques disse...

Se a saga "Twilight" é mais apetecível no ecrã, o melhor é fugir dos livros qual vampiro do crucifixo. É que tenho visto pouca coisa tão mazinha.

José Nuno Pimentel disse...

Ângela, é mais um vício, não é?

Catarina, a série é mesmo muito fixe! Faz lembrar a loucura do David Lynch no Twin Peaks...

Henrique, é mesmo... :)

Ângela disse...

Sim, é mais um vício. Aquelas personagens são giríssimas!